Voando de Vida em Vida

Paramahansa Yogananda – Sussurros da Eternidade.

eternidade

Minhas atraentes asas foram tecidas

com as cores vivas da Tua beleza.

Dotado com a fagulha da imortalidade,

vôo de vida em vida.

Escapo dos que audaciosamente

tentam apoderar-se de mim.

A ti somente pertenço.

Não me encanta o transitório,

minha verdadeira casa

é teu espírito

imutável.

Vestistes a árida eternidade

com verdejantes ciclos multicores.

Na floresta das encarnações

vôo alegremente de árvore em árvore

e pousarei, afinal,

na palma da Tua mão estendida.

Om, PAz, Amém

 

spacer

Leave a reply