Um caso de reencarnação 1

reencarnação

Ian Stevenson – ian(31 de outubro de 1918 em Montreal – 08 de fevereiro de 2007) foi um psiquiatra considerado uma das maiores referências no estudo de casos de reencarnação. Coletou vários casos com detalhes e observações cuidadosas e devidamente registradas em mais de 40 anos de estudos e pesquisas. Foi professor de Estudos da Personalidade da Universidade de Virgínia – EUA. Seus estudos foram em diversas áreas telepatia, precognição, xenoglossia, experiências de quase-morte, aparições, mediunidade, fotografia psíquica, mas foram pelos seus estudos de reencarnação que se tornou conhecido.

Para conduzir seus estudos com rigor acadêmico se concentrou na maioria dos casos em crianças que recordavam espontaneamente uma vida anterior. Em geral crianças de 2 a 4 anos.

Ian Stevenson para manter um rigor e uma aceitação no meio acadêmico nunca afirmou que conseguiu provar a reencarnação, apenas dizia tratar-se de casos curiosos que mereciam um estudo e análise mais aprofundada. Estudou casos em vários países, inclusive no Brasil.

O caso que trago neste artigo foi de um estudo na Finlândia – narrado no livro de Ian Stevenson: “Casos Europeus de reencarnação.”

Caso Samuel Helander

Pertti nasceu em Helsinque em 03 de junho de 1957, faleceu jovem aos 18 anos de idade 10.06.1975. A mãe relata que estava viajando no momento de sua morte viu a aparição de seu pai falecido, que não disse nada, apenas fez um gesto com a cabeça e ela entendeu que aquilo era um aviso de algo importante. A morte de Pertti foi repentina, suspeita-se que tivesse diabetes.

Marja sua irmã mais velha engravidou cerca de 1 mês depois e em 15 de abril de 1976 nasceu Samuel Helander. Ela pensou em abortar a criança e em sonho seu irmão recém falecido pediu que não abortasse, ela resolveu prosseguir com a gravidez e assim nasceu Samuel.

Ian Stevenson acompanhou este caso por décadas e nos traz um relato bem interessante.  O estranhamento da família foi quando por volta de um ano e meio, Samuel, ao ser perguntado qual era seu nome disse o nome do tio, inclusive usando um apelido.

Ele sempre chamava sua mãe pelo nome Marja e sua avó chamava de mãe. Quando perguntado ele dizia que Marja não era sua mãe. Aos dois anos, já não mais mamando no peito, subiu no colo da avó e disse: mãe me dá o peito? Era comum a confusão dos avós com os pais. Conseguiu identificar o avô falecido, do qual pouco se tinham fotos, a avó havia casado novamente e não gostava de mostrar fotos suas com seu primeiro marido, que no caso era pai de Pertti e avô de Samuel – Samuel dizia: –  Este é meu pai.

Quando tinha dois anos ao ver uma fotografia do tio, disse que naquela ocasião suas pernas estavam doentes (o tio havia fraturado a perna). Quando a tia avó do seu tio faleceu, Samuel com apenas 2 anos e meio e disse: – Agora a Ludi (apelido da tia avó) vai ficar comigo – detalhe importante que essa tia avó que comprou o túmulo onde Pertti e ela foram enterrados.

Sempre que via as fotos de Pertti, Samuel dizia que era ele, ele se reconhecia nas fotos que o tio tinha até uns 10 anos de idade. Lembrava-se de eventos como uma mordida de um cachorro que o tio havia sofrido em detalhes. Com 3 anos, Samuel conseguia descrever cenas com detalhes assustadores.

Um violão que pertenceu a Pertti fora guardado e foi Samuel que o encontrou e disse esse violão era seu, o mesmo se deu com um relógio velho que ele reconheceu entre muitas bugigangas – era de Pertti, Samuel tinha cerca de 3 anos.

Ao ser levado ao cemitério, disse com bastante naturalidade: – Esse é meu túmulo.

Ele tinha também lembranças, de depois da morte de Pertti: dizia se lembrar de sua mãe chorando (avó de Samuel) e que fora levado a um lugar que havia muitos caixões abertos (seu corpo foi levado a uma funerária).

Algumas lembranças de Samuel eram mais emocionais, por exemplo, Pertti quase se afogou em um lago gelado e Samuel quando pequeno tinha verdadeiro pânico de água e até de tomar banho. Quando nervoso Pertti tinha o hábito de pôr as mãos para trás e andar, Samuel fazia igual, parecia uma imitação perfeita do tio. Aos dois anos e meio em uma festa de natal, ele caminhou pela sala circularmente e beijou um a um, exatamente como o ritual que Pertti fazia nestas ocasiões.

Com cerca de 8 anos as lembranças do tio desapareceram, mas alguns medos continuaram, como o pânico da água e de morrer cedo.

Ian Stevenson, coloca alguns pontos de dúvida em casos como este,  pela reencarnação se dar na própria família e em tempo tão curto – já que poderia haver um conhecimento induzido.

MAPA 1 – PERTTI

TIO2

MAPA 2 – SAMUEL

SOBRINHO

Características astrológicas:

Um dos problemas é que os dados de nascimento não são completos, o que nos leva a fazer algumas ponderações e não uma análise profunda. Também é importante lembrar que nenhuma destas análises se propõe como conclusiva ou sequer uma prova da reencarnação, o que desejo é estudar com ferramentas astrológicos, casos que apresentam fortes indícios de reencarnações. Veja uma lista de combinações dos dois mapas:

  • Os mapas apresentam Saturno com tensão com Sol.
  • Lua e Urano próximos, pela falta de horário de nascimento, não sabemos se existe ou não conjunção.
  • Uma Lua no mesmo signo de Plutão (no primeiro mapa, não sabemos se em conjunção ou não, se transforma no segundo mapa em uma Lua em Escorpião.
  • Mercúrio no signo de Touro.
  • Mercúrio conjunto Nodo Sul.
  • Mercúrio forma aspectos com Marte e Júpiter em ambos os mapas.
  • Mercúrio em Touro em sextil Marte em Câncer em ambos os mapas
  • Eixo nodal no mesmo signo (nodo norte em Escorpião e nodo sul em touro).
  • Contato forte de Mercúrio e nodo sul com Júpiter (conjunção e trígono).
  • Marte em Câncer.
  • Júpiter em signos da terra.
  • Vênus em trígono com Netuno.
  • Um aspecto de contato entre Vênus, Netuno e Plutão (em um dos casos este contato entre Plutão e Vênus é tenso).
  • Aspectos entre Plutão e Netuno, sextil nos dois casos.
  • Saturno (tio) está conjunto ao Netuno (sobrinho).
  • Na comparação dos dois mapas existe um interessante aspecto recíproco: Sol de um mapa oposto Netuno do outro mapa. Interessante porque em Astrologia cármica costumamos dar grande relevância aos planetas Netuno e Saturno.
mapa1a

FONTES: Stevenson. Ian – Casos Europeus de reencarnação, ed. Vida e Consciência.

Susanne Riedel Plenio – http://www.astro.com/loop/loop131105_e.htm  
spacer

Leave a reply