Marte – 2015

Regente do Ano

O ano de 2015 será regido pelo planeta Marte. Marte para os romanos e Ares para os gregos era o deus da guerra, filho de Juno e Júpiter. Sua associação com o sangue e a guerra se dá pela sua cor – vermelho. Os antigos egípcios o chamavam de “o vermelho” e na Ásia foi denominado “estrela de fogo”.

O ano astrológico se inicia com o ingresso do Sol a zero grau do signo de Áries, isso representa um novo ciclo solar através dos 12 signos zodiacais a partir de 20 de março de 2015 às 19h45m, horário de Brasília. Cabe um certo cuidado com anos regidos pelo planeta Marte (o ataque às torres gêmeas e o massacre do Carandiru foram em anos regidos por Marte), mas isto não deve ser motivo de preocupação, pois Marte rege o ano a cada 7 anos e nem sempre com um histórico sangrento, o que certamente podemos esperar é um ano de acontecimentos fortes e marcantes.

Marte propicia mudanças e determinação até uma certa obstinação, também é ano de ação, firmeza e coragem. Marte é ainda associado a pioneirismo, virilidade e empreendedorismo. Em 2015 teremos um forte impulso energético para as realizações. Marte representa o instinto de sobrevivência e acentua o espírito de competição, pois com sua energia desejamos superar qualquer bloqueio ou oposição que surja pela frente. É a força que nos move para concretizações.

marteDomicílio: Áries e Escorpião

Exaltação: Capricórnio

Marte acentua os desejos e instintos. Junto com Vênus representa o arquétipo do relacionamento – amor e desejo -. Com a ação de Marte temos paixões e conquistas fulminantes e tórridas.

Em 2015 teremos força ígnea no céu: com Júpiter em Leão e Urano transitando em Áries, puro fogo e energia.

.

EXEMPLO DE GUERREIROS

ARESAres, deus da Guerra

Ares, é para a mitologia grega o que Marte é para a mitologia romana. O deus da guerra, filho de Zeus e de Hera, é o menos estimado dos deuses olimpianos. Amante de Afrodite/Vênus é genioso e sempre está envolvido em brigas, conflitos e guerras. Personifica a violência bélica que caracteriza os homens e suas guerras. Com ele não se trata de justiça ou injustiça, mas o uso da força e do terror. As virtudes realçadas são força, iniciativa, coragem e heroísmo.

Arjuna – o guerreiro celestialARJUNA

E um importante personagem do poema Mahabharata. É o terceiro de cinco dos irmãos pândavas. Nasceu de Kunto e Pandu. Era um arqueiro magistral e teve um papel importante na luta entre pândavas e Kauravas. No início Arjuna teme em participar da batalha, pois queria evitar tantas mortes, incluindo a morte de familiares. Mas foi persuadido pelo próprio deus Khrisna – que lhe indagou da própria natureza de um guerreiro e da dissolução do corpo físico e da manutenção do espírito – sendo assim porque fugir de seu destino e Arjuna é de uma personalidade íntegra, que une concentração, força e bons valores.

 
 
spacer

Leave a reply