20 de abril de 2015

Magia_astrologicaNÃO PERCA! Magia Astrológica – Talismãs e remédios astrológicos

oficina de Nádia Oliveira na GAIA Resgate de conceitos clássicos da Astrologia magística, como o uso de talismãs, amuletos, pedras, rituais e sua aplicação nos dias atuais. Estas ferramentas podem ser utilizadas associadas ao mapa natal ou trânsitos que podem ser atenuados ou potencializados. – na GAIA

SunMoonPlanetBar

Olá, Hoje o sol ingressa em Touro e nosso aprendizado é aprender a saber o tempo certo da ação, a necessária preparação e para os ansiosos de plantão, aprender a esperar. Touro nos ensina a construir com solidez e fazer coisas para durarem, ou seja, sair deste tempo que nos devora. time-stop-boredAchei esta imagem na internet e adorei, saber ter paciência e quem sabe aprender a assobiar, e tratando de assobios me lembrei de Axl Rose do Guns and Roses na canção Patience (paciência) lembra? boa semana, beijos Nádia Oliveira

CÉU DO MOMENTO

“Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma Até quando o corpo pede um pouco mais de alma A vida não pára Enquanto o tempo acelera e pede pressa Eu me recuso faço hora, vou na valsa A vida é tão rara” Paciência de Lenine

No céu: Sol, Lua, Marte e Mercúrio em Touro! A semana começa assim, bem taurina! Para nos inspirar a preparar muito bem nossas ações. Com este céu devemos lidar com a calma e a paciência, mesmo nos dias seguintes com a Lua ingressando no dinâmico signo de Gêmeos pode gerar uma ansiedade desnecessária, ao potencializar a oposição entre Vênus e Saturno, no eixo Gêmeos e Sagitário, o cuidado aqui é para expectativas frustradas e a insatisfação no ar.

O melhor é buscarmos inspiração no fixo signo de Touro – calmo, persistente e ao mesmo obstinado e determinado. Aqui determinação e jamais precipitação. Apenas atenção para a preguiça e na procrastinação.

mapa do ceu1 SunMoonPlanetBar

LEIA O ANUÁRIO ASTROLÓGICO DO CÉU DA SEMANA

CLIQUE AQUI

SunMoonPlanetBar

lua e saturnoLUA E SATURNO

Uma reflexão sobre a Lua (memória) e Saturno (responsabilidade) de Saramago – “Somos a memória que temos e a responsabilidade que assumimos. Sem memória não existimos, sem responsabilidade talvez não mereçamos existir.” POEMA DO ARREPENDIMENTO “Todo carma prejudicial alguma vez cometido por mim, desde tempos imemoriáveis. Devido à minha ganância, raiva e ignorância sem limites Nascido de meu corpo, boca e mente Agora, de tudo, eu me arrependo.”
Desde a época de Xaquiamuni Buda esse poema tem sido entoado de quinze em quinze dias, nas luas cheias e luas novas de cada mês. É um momento de reflexão profunda sobre a nossa responsabilidade. Logo, repita três vezes o poema do Arrependimento e, do seu mais intimo e verdadeiro estado, penetre o Caminho de Buda. Mãos em prece Monja Coen

MOMENTO DE REFLEXÃO

000-0000-jpg

“O meu coração abriu-se a todas as formas: é uma pastagem para gazelas, um claustro para monges cristãos, um templo de ídolos, a Caaba do peregrino, as tábuas da Tora e o Alcorão. Pratico a religião do amor; qualquer que seja a direção em que as caravanas avancem, a religião do amor será sempre o meu credo e a minha fé.” Ibn Arabi (1165-1240)

spacer

Leave a reply