05 de novembro de 2011

Olá,

Mãos de Sai Baba
“Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo” Drummond

” Mas as coisas findas muito mais que lindas, essas ficarão.” Carlos Drummond de Andrade

Vamos entrar esta semana com muita alegria e emoção em nossos corações, para isso trago um exemplo de um “Escorpião” prá la de especial: Sathya Sai Baba. Que suas mensagens de compreensão e solidariedade entre as religiões permaneça entre nós.

Também começo a abordar um tema , que trataremos mais vezes em outras ocasiões: cabeça do dragão ou nodo norte. Teremos até 2014 o trânsito de Saturno e da Cabeça do Dragão por Escorpião e este encontro é especial no céu!

A cabeça do dragão é sempre um indicador de rota, ligado a destino e horizonte.

Espero que tenham um linda e especial semana,

Nádia Oliveira

 

CÉU DO MOMENTO

O Sol transita pelo signo de Escorpião e se afasta de Saturno, o que provoca de imediato uma maior sensação de liberdade e leveza. Podemos fazer mais escolhas e não nos sentimos mais tão presos às situações como nos dias anteriores.

Mercúrio no céu, se encontra em uma situação bastante peculiar, atravessa o signo de Sagitário (signo em que se exila), forma aspecto tenso com Netuno e favorável com Urano – ufa, isso vai dar uma confusão nas idéias e na nossa maneira de nos comunicarmos. De qualquer maneira favorece pensamentos mais elevados e intuitivos e atrapalha um pouco o ordenamento lógico de idéias. Bom para meditar!

Nossos relacionamentos estarão mais pesados e a paciência não será nossa maior companheira. Evite irritações e estresses desnecessários.

Vênus e Júpiter, dois planetas relacionados a sorte e a fortuna formam um aspecto harmonioso e nos oferece possibilidades excelentes de realizações.

Para questões de maior durabilidade e assuntos que demandam um olhar mais sério, Saturno e Plutão continuam a se entender muito bem no céu, isto nos permite mudanças profundas e duradouras. Pode assinalar um ótimo momento de tomada de decisão, mas aqui vale aquela máxima: cuidado com o que pede, o céu pode atendê-lo! E com esses dois peso-pesados não se brinca.

Personagem de Escorpião

Sathya Sai Baba

Sai Baba tem Sol em Escorpião, nasceu em 23 de novembro de 1926 no sul da Índia e faleceu no dia 24 de abril de 2011.  Contam que no dia de seu nascimento sua mãe encontrou uma serpente próxima ao berço, o que em alguns lugares da Índia, não é propriamente uma surpresa. Mas isto tem um simbolismo importante, pois para os hindus, a cobra é um animal associado a Narayana, uma das formas do deus Vishnu.

Desde pequeno seu comportamento era diferenciado e aos 14 anos foi picado por um escorpião, tendo ficado dois dias completamente inconsciente, quando despertou passou a ter manifestações espirituais mais intensas. É hoje considerado um Avatar, que é uma encarnação divina.

Sai Baba é um duplo escorpião (Sol e Ascendente), apontando uma firmeza e determinação inigualável. Sua Lua em Câncer, dá docilidade e uma grande amorosidade. Netuno no Meio do Céu e Lua-Plutão na Casa 8, aponta para escolhas e ações espirituais e mediúnicas fortes em sua vida.

“Eu os aconselho a se tornarem a Murali (flauta de Krishna), pois o Senhor virá até vocês, os pegará, colocará em Seus lábios e soprará através de vocês e do vazio de seus corações, devido à completa ausência de egoísmo que desenvolveram, Ele criará músicas inebriantes para que toda a Criação se deleite. Sejam retos, sem qualquer desejo pessoal, fundam sua vontade com a vontade de Deus. Inalem apenas o alento de Deus. Essa é a vida divina que Eu quero que todos vocês alcancem.” Sai Baba

CABEÇA DE DRAGÃO

Interessante como nestes últimos dias o signo de Escorpião passou a ser evidenciado, com a entrada de Saturno e em seguida do próprio Sol. Mas também o Nodo Norte ou Cabeça de Dragão ingressou neste signo no começo de setembro e deve atravessá-lo até o final de fevereiro de 2014. Como o Nodo tem movimento retrógrado ingressou nos últimos graus de Escorpião e Saturno nos primeiros, e irão se encontrar no meio de suas trajetórias. Voltaremos a tratar disso em outros posts. Agora apenas uma introdução sobre os nodos.

O EIXO NODAL

“No Nodo Norte, está sendo absorvida vida, a substância da experiência está sendo ingerida e reduzida a material assimilável; no Nodo Sul, assimilamos os conteúdos da vida, automaticamente, sem esforço, e eliminamos o refugo.” (Rudhyar – Astrologia da Personalidade)
Em uma análise cármica do mapa, os Nodos Lunares são considerados a espinha dorsal do mapa. Segundo, Dane Rudyar são pontos críticos da relação da Terra com seu satélite, seria a relação entre a vontade humana (nodo Sul) e a vontade Divina (nodo Norte).

A cauda do Dragão se refere ao passado, é a soma de nossas experiências passadas, situações que nos são familiares, hábitos arraigados, trata-se na verdade do caminho de menor resistência, é necessário ganhar novas experiências, diametralmente opostos às anteriores, experiências presentes na cabeça do Dragão que aponta o futuro e a lição que temos que aprender na vida presente.

“O Nodo Sul  também pode referir-se ao que Jung chama de persona, que é o resultado dos esforços feitos pelo indivíduo para integrar seu comportamento em termos de um padrão social ou de alguma ‘imagem’, que no melhor dos casos satisfaz apenas a uma parte de seu ser total. O indivíduo cristaliza seu comportamento na forma dessa ‘imagem’, e assim assume um papel que mantém  ou através de força de vontade egocêntrica ou pela compulsão de tradições sociais ou necessidade social. Essa persona é uma personalidade falsa, porque o destino total do indivíduo não pode operar nela ou através dela.”  (Rudhyar – Astrologia da Personalidade)

O que está por trás do destino (Nodo Norte) descobrimos no Nodo Sul. O modo como o indivíduo se relaciona com o eixo nodal representará o quanto está preparado para executar seu plano de vida. Se está preso a cauda do Dragão, está preso as experiências anteriores, repetindo condicionamentos e atitudes, é a linha de menor resistência, deve sim procurar abrir-se a Cabeça do Dragão e as novas experiências que ela representa.

A Cauda do Dragão não é em si negativa, apenas representa um risco pois ao nos tornar prisioneiros de experiências passadas (habilidades inatas) nos afasta de nosso propósito de vida. O Nodo Sul deve ser usado para alcançar este propósito.

autoria: Nádia Oliveira, 2006

spacer

Leave a reply