14 de maio de 2012

Olá,

Nesta semana de últimos graus de Touro, cabe uma forte reflexão do que estamos construindo para nós mesmos. O quanto nossos atos concretos estão afinados com nossos ideais, pensamentos e planos. Touro e os demais signos do elemento terra nos ajudam a estabelecer um vínculo com a realidade e a matéria, incluindo aí todas as atividades que realizamos através do nosso corpo (matéria).

Nesta postagem, trago além das previsões da semana, uma pequena reflexão sobre previsões astrológicas: George Lucas um taurino que soube concretizar suas idéias e imaginação de maneira revolucionária e para finalizar em um mês venusino a poesia do taurino Sá Carneiro – Dispersão – linda e sensível: “não me acho no que projeto”!

beijos e boa semana,

Nádia Oliveira

CÉU DO MOMENTO

A semana será marcada por uma tensão entre Netuno e Marte, que ganha nos primeiros dias uma acentuação maior pela presença da Lua conjunta a Netuno no signo de Peixes. Falta de objetividade pode ser o maior vilão a ser enfrentado neste momento.

O Sol ainda em parceria com Júpiter nos promete oportunidades e muita confiança em nossos projetos. Pessoas certas podem aparecer em nosso caminho, precisamos estar de olhos abertos e desarmados para aceitar mudanças.

Uma boa fase para se programar para projetos longos, a sua persistência renderá ótimos frutos.

A comunicação em nossos relacionamentos estará bem ativada e provavelmente bons acertos ocorrerão. Também é uma excelente fase para estar com amigos e participar de compromissos sociais. Falando em compromisso, cuidado para não assumir compromissos demais.

Mudanças no ar, prepare-se!

PREVISÕES ASTROLÓGICAS

Nádia de Oliveira

Através do mapa natal podemos conhecer profundamente características pessoais e, assim, melhorar e aprimorar aquilo que julgarmos conveniente. Mas pretendo agora discorrer sobre a importância de compreender e acompanhar as chamadas previsões astrológicas.

O estudo astrológico não visa determinar a realização ou não de um evento, mas sim compreender o quanto teremos de facilitações ou não para tal empreendimento. Podemos procurar uma data melhor, com mais facilitações ou então nos preparmos para uma realização com mais problemas e dificuldades.

A Astrologia dispõe de várias técnicas de previsão:  trânsitos, ciclos planetários, progressões secundárias, primárias, eclipses, lunações e revolução solar são as mais usuais, mas não são as únicas.

Normalmente o astrólogo trabalha com as técnicas com as quais mantêm maior afinidade e pelo uso e experiência percebe uma maior coesão de interpretação. Além de ser necessário que faça uma integração de técnicas.

Podemos traçar as previsões para qualquer período estipulado: um mês ou mais, um ano etc. O mais usual, são as previsões anuais. Não existe uma época do ano certa para realização das previsões, a maioria das pessoas busca o começo ou final do ano, com o objetivo de entender o que deve enfrentar no ano a seguir ou então a partir de seu aniversário, fazendo as previsões partirem de sua revolução solar (aniversário quando o Sol regressa ao mesmo grau de nascimento). Mas novamente reitero, a escolha é pessoal.

Os aspectos tensos normalmente são agentes de mudanças e eventos que devem se desenvolver num clima maior de estresse, já os harmônicos, mostram maior fluidez e acomodações das situações, e eventos benefícos que se realizam com menos impedimentos. Entender o céu de agora e interagir com essa realidade é um tipo de tomada de consciência importante, não são as condições celestes que trarão nossos sucessos e fracassos, mas nossas próprias escolhas diante destas condições.

 

PERSONAGEM TAURINO

GEORGE LUCAS

 

George Lucas é um taurino de Sol e Ascendente. Responsável por imensos sucessos no cinema como Guerra nas Estrelas e Indiana Jones. Determinado em seus objetivos, é incrível o que significou para o cinema os maravilhosos efeitos especiais, que revolucionaram o cinema. Estes efeitos especiais tinham muito mais de genialidade e criatividade de Lucas do que tecnologia, exemplo disso, são os meteoros do filme original do Império contra ataca que eram simples batatas. Efeitos sonoros também foram conseguidos de maneira simples, lembrando aqueles antigos.

A determinação de um taurino duplo (sol e ascendente) ganha as nuances da genialidade e criatividade com Urano na Casa 1 e Lua em Aquário no Meio do Céu, é importante lembrar que estes são símbolos astrológicos relacionados a tecnologia e modernidade. Netuno, planeta ligado ao cinema ganha um reforço de Vênus no signo de Touro no ascendente, reforçando uma forte visão artística, visual e estética.

“Treine a si mesmo a deixar partir tudo que teme perder”

(Mestre Yoda para Anakin Skywalker em Guerra nas Estrelas)

  Veja Abaixo uma entrevista com George Lucas, caso queira vê-la completa está postada no Youtube: www.youyube.com [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hNf4eZJ4-dw[/youtube]

MÁRIO DE SÁ-CARNEIRO

Poeta português, nascido em 19/5/1890, mantinha contato intenso por carta com Fernando Pessoa que teria sido avisado desta maneira de sua intenção de se suicidar o que de fato acontece em 1916. Sua obra retrata seu sentido de inadaptação e sua busca interior. Apresento um dos seus mais importantes poemas: Dispersão.

Dispersão:

Perdi-me dentro de mim Porque eu era labirinto, E hoje, quando me sinto, É com saudades de mim. Passei pela minha vida Um astro doido a sonhar. Na ânsia de ultrapassar, Nem dei pela minha vida… Para mim é sempre ontem, Não tenho amanhã nem hoje: O tempo que aos outros foge Cai sobre mim feito ontem. (O Domingo de Paris Lembra-me o desaparecido Que sentia comovido Os Domingos de Paris: Porque um domingo é família, É bem-estar, é singeleza, E os que olham a beleza Não têm bem-estar nem família). O pobre moço das ânsias… u, sim, tu eras alguém! E foi por isso também Que te abismaste nas ânsias. A grande ave dourada Bateu asas para os céus, Mas fechou-as saciada Ao ver que ganhava os céus. Como se chora um amante, Assim me choro a mim mesmo: Eu fui amante inconstante Que se traiu a si mesmo. Não sinto o espaço que encerro Nem as linhas que projeto: Se me olho a um espelho, erro — Não me acho no que projeto. Regresso dentro de mim Mas nada me fala, nada! Tenho a alma amortalhada, Sequinha, dentro de mim. Não perdi a minha alma, Fiquei com ela, perdida. Assim eu choro, da vida, A morte da minha alma. Saudosamente recordo Uma gentil companheira Que na minha vida inteira Eu nunca vi… Mas recordo A sua boca doirada E o seu corpo esmaecido, Em um hálito perdido Que vem na tarde doirada. (As minhas grandes saudades São do que nunca enlacei. Ai, como eu tenho saudades Dos sonhos que não sonhei!… E sinto que a minha morte — Minha dispersão total — Existe lá longe, ao norte, Numa grande capital. Vejo o meu último dia Pintado em rolos de fumo, E todo azul-de-agonia Em sombra e além me sumo. Ternura feita saudade, Eu beijo as minhas mãos brancas… Sou amor e piedade Em face dessas mãos brancas… Tristes mãos longas e lindas Que eram feitas Pra se dar Ninguém mas quis apertar Tristes mãos longas e lindas Eu tenho pena de mim, Pobre menino ideal… Que me faltou afinal? Um elo? Um rastro?… Ai de mim!… Desceu-me na alma o crepúsculo; Eu fui alguém que passou. Serei, mas já não me sou; Não vivo, durmo o crepúsculo. Álcool dum sono outonal Me penetrou vagamente A difundir-me dormente Em urna bruma outonal. Perdi a morte e a vida, E, louco, não enlouqueço… A hora foge vivida, Eu sigo-a, mas permaneço,… ……………………………. Castelos desmantelados, Leões alados sem juba ………………………………..

spacer

Leave a reply