12 de setembro de 2011

Olá,

“Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é ninguém: fundo sem fundo.

uma parte de mim é multidão: outra parte estranheza e solidão.”

Começo esta postagem com um trecho de uma linda poesia de Ferreira Goulart – Traduzir-se – que poderá ser lida na íntegra no texto a seguir. Ferreira Gullart é virginiano e esta poesia realmente me emociona. Ele termina com a pergunta: será arte?

Os virginianos sabem lidar bem com as idéias, sem dúvida. E para nossa alegria Mercúrio, regente deste signo aí se encontra.  Oxalá que isso represente maior lucidez e melhores pensamentos a todos.

Boa semana,

Nádia Oliveira

 CÉU DO MOMENTO

Sol e Vênus atravessam o signo de Virgem. Um período bom para investir em relacionamentos e negociações estáveis e duradouras. Não esqueça dos pequenos hábitos diários e procure estar com todos os principais assuntos organizados. É importante fazer sua parte em cada situação, pois o céu propicia cobranças  e acertos de conta, não necessariamente com resultados negativos, basta estarmos em ordem com nossas responsabilidades.

Mercúrio já ingressou no signo de Virgem, e se encontra em posição bastante favorável. O que facilita todos os níveis de comunicação e negociações. Será bom para implementar seus projetos intelectuais: cursos, exames, incrições, além é claro de por as leituras em dia  – Oba, será que a gente consegue? O céu propicia, aí é só fazermos a nossa parte! Netuno pode atrapalhar ainda nestes primeiros graus do trânsito do planeta Mercúrio, por isso lute para manter o foco e a concentração.

Encontros e conversas importantes devem ocorrer nesta semana. Por isso, esteja bem preparado para surpresas e encontros.

Marte, planeta responsável pela energia e ação transita  pelo signo de Câncer, posição que não é das mais favoráveis, mas como forma bons aspectos com Vênus, com um pouco de bom senso e calma conseguiremos nos controlar e ter atitudes mais ponderadas. Mas aqui também o conselho é: se esforce e se centre.

PITADAS DE POESIA E PROSA –

Confira o grande time dos virginianos

 

ARNALDO ANTUNES Estamos sob o mesmo teto

Estamos sob o mesmo teto secreto onde o sol indesejável é barrado eu e você sob o mesmo nós dois, sóis sob o mesmo pôr (o enigma do amor) do sol onde todo contorno finda estamos sob a mesma pálpebra agora já e ainda intactos de aurora.

ALBERT COHEN

 As palavras secaram em minha boca e há tanta coisa, ainda, por dizer… É o fim, talvez, de um tempo de poesia, entressafra nos campos do sonhar. Quando perdi o meu calidoscópio, a profusão de imagens e de cores que o menino me deu para espalhar? Foi no dia em que eu soube que as estrelas não eram manteúdas do luar, e os vaga-lumes, brilhando na noite, apenas pareciam pedacinhos da luz que elas deviam ter no olhar. Foi quando entendi que não eras fada, princesinha encantada, Rapunzel, e meus poemas pouco mais que tinta.

 

H.G.WELLS

“A grandeza de um homem pode ser medida por aquilo que ele deixa para crescer e se  introduziu uma nova mentalidade com um vigor que perdurou após ele.  A julgar por este teste, Jesus ocupa o primeiro lugar.”

 

 STEPHEN KING

“As coisas mais importantes são as mais difíceis de expressar. São coisas das quais você se envergonha, pois as palavras as diminuem-as palavras reduzem as coisas que pareciam ilimitáveis quando estavam dentro de você à mera dimensão normal quando são reveladas. Mas é mais que isso, não? As coisas mais importantes estão muito perto de onde seu segredo está enterrado, como pontos de referência para um tesouro que seus inimigos adorariam roubar. E você pode fazer revelações que lhe são muito difíceis e as pessoas o olharem de maneira esquisita, sem entender nada do que você disse nem por que eram tão importantes que você quase chorou quando estava falando. Isso é pior, eu acho. Quando o segredo fica trancado lá dentro não por falta de um narrador, mas de alguém que compreenda.”

  D.H.LAWRENCE

“Fique quieto quando não tiver nada o que dizer; mas quando um verdadeiro ardor lhe mover, diga o que tem que ser dito, e diga com força.”

 

 

FERREIRA GOULART TRADUZIR-SE

Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é ninguém: fundo sem fundo.

uma parte de mim é multidão: outra parte estranheza e solidão.

Uma parte de mim pesa, pondera: outra parte delira.

Uma parte de mim é permanente: outra parte se sabe de repente.

Uma parte de mim é só vertigem: outra parte, linguagem.

Traduzir-se uma parte na outra parte – que é uma questão de vida ou morte – será arte?

 

MEDITAÇÃO

SIGNO DE VIRGEM

“Concentro minha atenção em minha cabeça, no local que eu exercito ao pensar, no cérebro. Permito que o foco de minha consciência deslize bem lentamente pela minha cabeça, entre meus maxilares, através do pescoço, até alcançar a parte superior do tronco. Aqui eu descanso por um momento. Então lentamente desço para a região do estômago, mais adiante para o centro do corpo, para o Hara. Aqui eu me estabeleço com todo o meu ser.

Deixo ressoar em mim, inaudivelmente, o som do OM, o qual como onda, tuda carrega para periferia de minha consciência: pensamentos, desejos, preocupações. Surge então em meu interior um ponto de profunda paz, um vácuo, um espaço vazio, que me circunda qual numa redoma de vidro. Encontro-me num espaço tranquilo de tempo, que permanece imóvel ao meu redor, no qual descanso.

Eu tenho tempo, tempo infinito; nada me apressa. A paz e o silêncio aumentam, tornam-se mais profundos, tangivelmente presentes dentro de mim; a paz se espalha calma e profundamente. O tempo pára, rendo-me completamente a esta quietude silenciosa que me liga à eternidade. Escuto a mim mesmo, alerta, com todos os meus sentidos, prestando atenção àquilo que se manifesta dentro de mim e quer crescer.

Repentinamente, faz-se ouvir no centro desta quietude silenciosa um som suave e distante e, ao mesmo tempo, um ponto branco de luz aparece, qual uma estrela brilhante no firmamento negro. Aproxima-se de mim, tornando-se cada vez maior. Também o som torna-se mais perceptível, e num crescendo constante, a luz e o som penetram todo o meu corpo. Todas as células vibram e a luz se funde, além dos meus limites físicos, com a luz do espaço ao meu redor.

EU SOU A MÃE O FILHO, DEUS E MATÉRIA EU SOU.”

Fonte: Signos, Zodíaco E Meditação – Louise Huber, Ed. Totalidade

PERSONAGEM VIRGINIANO

MADRE TERESA DE CALCUTÁ

Madre Teresa nasceu na Macedônia e foi uma missionária católica reconhecida no mundo inteiro. Fez seus votos religiosos junto às Irmãs de Nossa Senhora do Loreto. Foi para Índia a serviço missionário e lá se identificou totalmente com o trabalho junto aos mais pobres e miseráveis. Em seu mapa encontramos o Sol no signo de Virgem na Casa 8 em aspecto harmônico com Saturno, isto ajudou a que tivesse tanta persistência e determinação na executação de suas tarefas.

 

Sua Lua no fixo e também persistente signo de Touro em bom aspecto com Marte no signo de Virgem na cúspide da nona casa, casa ligada a espipiritualidade e estrangeiro: sua obra realmente não teve fronteiras. Seu trabalho foi reconhecido através de várias menções e prêmios que recebeu, entre eles o destaque é para o Premio Nobel da Paz de 1979. Fundou em diversos países a ordem das missionarias de caridade que seguem fazendo o seu trabalho. Tem como ascendente o apaixonado e idealista signo de Sagitário com seu regente na cúspide da décima casa, a das realizações profissionais.

Faleceu em 5 de setembro de 1997 em Calcutá e foi beatificada pelo Papa João Paulo II em 2003, sua celebração é sua data de morte. É chamada de padroeira dos pobres e incapacitados.

Normalmente quando citamos Madre Teresa é para lembrar sua conhecida obra assistencial, mas existe um lado menos tratado de sua personalidade que é o lado executiva e com grande capacidade de liderança e carisma. Uma voluntária que trabalhou com ela, Ruma Bose escreveu o livro Madre Teresa CEO: Princípios Inesperados de Liderança Prática” – onde aponta estas características de Madre Teresa. A obra assistencial não foi apenas ações pontuais, são mais de 600 missões em diversos países que hoje empregam mais de um milhão de pessoas e conseguem arrecadar milhões em recursos todos os anos.

Segundo a autora Madre Teresa reunia um pensamento rígido e objetivo e era uma verdadeira máquina de  obter recursos. Algumas vezes, foi alvo de críticas como o ensaísta britânico  Christopher Hitchens que a acusou de se beneficiar da pobreza para construiur um verdadeiro império. Mas estas críticas normalmente não são correntes, aliás bem ao contrário.

 

spacer

Leave a reply