08 de agosto de 2011

Olá

Nesta semana o Sol continua a atravessar o signo de Leão e parabéns aos tantos leões que conheço e que me ensinam a compreender melhor o meu  mundo emocional, regido pela Lua em Leão.

Trago dois mapas importantes para a história do esoterismo: Helena Blavatsky que comecei a ler quando adolescente. Uma amiga me trouxe um texto e disse: – Leia Nádia, veja que mulher incrível. Realmente, ódios e amores a parte, ela foi uma pessoa rara. O segundo é de Max Heindel, o fundador da Fraternidade Rosa Cruz.

Trago também um texto de Miguel Ruiz, que acredito ser de uma sabedoria especial, e muito propício em tempos de Sol leonino, o texto trata de que  em qualquer situação devemos dar o melhor de nós.

Ahh e não deixe de ler a beleza da poesia de Quintana que encerra este post!

Boa, aliás boa não, vamos escrever ao gosto leonino –  maravilhosa e espetacular semana!

Nádia Oliveira

CÉU DO MOMENTO

Reserve um bom tempo nesta próxima semana a você mesmo e não tenha inquietações de estar ou não sendo egoísta. Quanto melhor você estiver, mais forte estará para enfrentar qualquer situação. Sol e Vênus estão conjuntos no céu no signo de Leão, aspecto que traz um bom potencial de realização e entendimento.

Os negócios e empreendimentos financeiros em geral, precisarão ser revistos, período arriscado para se fechar qualquer questão sem antes ter analisado cada detalhe. Aliás falando de detalhe, observe-os, mas cuidado para não se perder nos detalhes, Mercúrio faz seu movimento retrógrado através do signo de Virgem e a sensação de se estar perdido ainda está no ar (oposição Mercúrio-Netuno). Todos os assuntos de comunicação, devem receber atenção especial, pois é fácil perder o foco em um clima destes. Repetir discussões, situações e atos, não irão ajudar, procure acrescentar tolerãncia, paciência e criatividade para que as coisas fluam em um ritmo melhor.

No céu uma forte tensão envolve Marte, Plutão e Urano. Bem, o que dizer? Este “grupinho” de planetas não brinca em serviço: o sangue ferve, as emoções afloram daí conflitos e rompimentos podem parecer quase inevitáveis. Eu digo quase, porque sempre resta um conhecimento do céu e uma possibilidade criativa de saída de conflitos, bons aspectos com Júpiter e com Saturno permitem resultados benéficos. É só não se deixar guiar pelas emoções fortes que estão nos jogando para os conflitos.

DAR O MELHOR DE SI –

UM ENSINAMENTO COM A ESSÊNCIA LEONINA

 

Acredito que possamos usufruir de um ensinamento simples e profundo encontrado o livro “Os Quatro Compromissos, o livro da Filosofia Tolteca” de Miguel Ruiz. Ele trata como o quarto compromisso sobre: dar o melhor de si.

“Existe apenas mais um compromisso, porém é o que permite que os outros três se tomem hábitos profundamente enraizados. O quarto compromisso se refere à ação dos outros três: Sempre dê o melhor de si.

Sob qualquer circunstância, sempre faça o melhor possível, nem mais nem menos. Porém, tenha em mente que o seu “melhor” nunca será o mesmo de um instante para outro. Tudo está vivo e mudando o tempo todo; portanto, fazer o melhor algumas vezes pode produzir alta qualidade e outras vezes não vai ser tão bom. Quando você acorda, descansado e energizado, de manhã, o seu “melhor” tem mais qualidade do que quando você está cansado, à noite. Seu “melhor” possui mais qualidade quando você está sau­dável do que quando doente, ou sóbrio em contraposição a bêbado. Seu “melhor” vai depender de você estar se sentindo maravilhosamente feliz ou aborrecido, zangado ou ciumento.

Nos diferentes estados de espírito do dia, seu humor pode mudar de um instante para outro, de uma hora para outra ou de um dia para outro. Seu “melhor” também irá se alterar ao longo do tempo. À medida que você se habitua aos quatro compromissos, seu “melhor” irá se tornar mais e mais eficiente.

Independente da qualidade, continue dando o melhor de si, nem mais nem menos. Se você se esforçar demais para conseguir seu “melhor”, irá gastar mais energia do que é necessário, e ao final seu “melhor” não será o suficiente. Quando você exagera, esgota seu corpo e vai contra si mesmo, sendo assim necessário mais tempo para alcançar seu objetivo. Se fizer menos do que seu “melhor”, vai sujeitar-se a frustrações, autojulgamento, culpas e arrependimentos.

Simplesmente, dê o melhor de si – em qualquer circunstância da sua vida. Não importa se você está doente ou cansado, se der sempre o melhor de si, não haverá forma de julgar a si mesmo. E se não julga a si mesmo, não há forma de ficar sujeito à culpa, ao arrependimento e à autopunição. Fazendo sempre o melhor, você vai quebrar um encantamento sob o qual sempre esteve.”

PERSONAGENS LEONINOS

Dois importantes fundadores de grupos esotéricos nasceram com o Sol em Leão. Helena Blavatsky – Sociedade Teosófica e Max Heindel – Fraternidade Rosacruz.

Leão traz em si características de autoridade e comando, ambos  foram grandes líderes e tiveram milhares de seguidores. Os dois tinham uma marca pisciana forte em seu meio do céu: Helena Blavatsky com o Meio do Céu no signo de Peixes e um de seus regentes: Júpiter no setor 8, ligado a estudos ocultos e Max Heindel com o outro regente  Peixes – Netuno em seu Meio do Céu. É bom lembrar que o signo de Peixes está fortemente ligado a espiritualidade e o Meio do Céu, entre outras coisas, trata da direção que segue nossa vida.

Helena Petrovna Blavatsky

Nascida na Russia, tinha forte personalidade e dons psíquicos poderosos. Viajou por diversos países em busca de conhecimento filosófico, espiritual e esotérico. Fundou a Sociedade Teosófica em 1877 com Henry Olcott. Escreveu importantes obras: Isis sem Véu e a Doutrina Secreta. Ela viveu em uma fase de grande crescimento das chamadas escolas ocultistas.

Rui Sá Silva Barros em sua monografia: “Tomando o céu de Assalto” ao tratar desta fase histórica comenta sobre ela:  “Com Blavatsky, penetramos  no Tibet, Ásia Central e China, recuamos para 300 milhões de anos e ficamos sabendo que o homem é um setenário com uma parte imortal e outra mortal, reconstruída a cada encarnação.”

Max Heindel

Max Heindel, nascido em 23 de julho de 1865, foi um importante ocultista, astrólogo e místico cristão,  fundou a Fraternidade Rosacruz entre 1909 e 1911, sociedade voltada a divulgar ensinamentos esotéricos.

Heindel era um leonino triplo: Sol, Lua e Ascendente. O que dava a ele uma forte característica de liderança e controle.

UMA PAUSA PARA A POESIA

O tamanho da gente

O homem acha o Cosmos infinitamente grande E o micróbio infinitamente pequeno. E ele, naturalmente, Julga-se do tamanho natural… Mas, para Deus, é diferente: Cada ser, para Ele, é um universo próprio. E, a Seus olhos, o bacilo de Koch, A estrela Sírius e o Prefeito de Três Vassouras São todos infinitamente do mesmo tamanho… Mario Quintana
spacer

Leave a reply